Queijo de Castanhas de Caju Assado

Mais uma receita sensacional do Blog Barbarelismus. Um queijo cremoso de dar água na boca. Muito fácil de fazer e o resultado é esta delícia que vocês estão vendo nas fotos abaixo, simplesmente perfeito! Parabéns por esta receita querida Bárbara. Amei, vou fazer com certeza! Fiquei aqui imaginando servir este queijinho com torradinhas...   Na medida do possível utilize ingredientes orgânicos para as suas receitas. 
Por Bárbara Mäkel, Barbarelismus


Olha como fica lindo. A casquinha crocante e super macio e cremoso por dentro. Já imaginei mil coisas para fazer com este queijo.


Você pode temperar a seu gosto, usar a receita básica e adicionar as ervas e temperos que mais gosta. Esta receita é muito versátil e você pode inventar muito em cima da receita original.




INGREDIENTES

  • 1 xícara de castanha-de-caju demolhadas por pelo menos 4 horas 
  • 1/4 xícara de levedura nutricional *Nutritional Yeast
  • 2 colheres de chá de mostarda Dijon 
  • 1 colher de sopa de molho Tamari (sem glúten) ou Shoyu 
  • 1 colher de sopa de azeite 
  • 1/8 colher de chá de sal 
  • pimenta-do-reino a gosto 
  • água, para ajudar a processar (usei 3 colheres de sopa)) 
  • páprica em pó 
  • mix de ervas a gosto (opcional) 



COMO FAZER

Deixe as castanhas de molho por pelo menos 4 horas em água morna (eu deixei a noite toda). Combine todos os ingredientes (exceto a páprica em pó e o mix de ervas) em um processador e processe até virar uma massa homogênea. Adicione água conforme a necessidade.

Despeje a mistura em um pano de fazer queijo (estendido sobre uma peneira) e coloque na geladeira por pelo menos 8 horas para pegar sabor e drenar qualquer excesso de água (eu deixo durante a noite toda).

Pré-aqueça o forno em 175°C. Faça uma bolinha meio achatada com a mistura e coloque sobre papel manteiga. Salpique páprica em pó e as ervas que desejar. Asse por 40-50 minutos até que as bordas fiquem firmes e levemente escurecidas (eu deixei 50 minutos para ficar firme por dentro). Deixe esfriar antes de cortar/servir. Conserva por até 4 dias na geladeira.

*A levedura nutricional (Nutritional Yeast) você consegue no Brasil na Loja Veganana.

O Blog Barbarelismus é escrito em inglês, e tem receitas maravilhosas e diferentes. Se você gostar de alguma, e quiser a versão em português, deixe um recado que providenciaremos uma postagem traduzida. Visite o o blog clicando aqui e curta a Fan page no Facebook clicando aqui. Vale a pena curtir e acompanhar!

Receita original em inglês do site The Colorful KitchenClique aqui.

ESTA RECEITA E FOTOS PERTENCEM AO BLOG BARBARELISMUS.  SE VOCÊ GOSTOU E QUISER COMPARTILHAR OU POSTAR, POR FAVOR DÊ OS DEVIDOS CRÉDITOS. OBRIGADA!

12 comentários

  1. O Barbarelismus é 100% Veganana! Parceria em tudo! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha amiga querida,

      Obrigada por tanto carinho, a parceria com o Barbarelismus é muito importante para mim. Tuas receitas são super especiais e eu me sinto muito honrada em ter a exclusividade de postar as delícias que tu fazer. Tudo de bom amiga, tu é uma fadinha e só sai coisa boa quando tu vai para a cozinha.

      Parceria em tudo, sempre!

      beijos amiga

      Lori Ellis

      Excluir
  2. Maravilhoso! Obrigada por esta e outras receitas.Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amiga,

      Obrigada pela visita e comentário. Fico muito feliz que gostaste desta receita. É realmente muito especial, e foi postada aqui pelo blog Barbarelismus que faz verdadeiras delícias e compartilha conosco. Se fizeres a receita volta para nos contar como ficou.

      abraços
      Lori Ellis

      Excluir
  3. Pergunta: Essa castanha da receita é a castanha crua? Estou com muita dificuldade de achar castanha nessa forma. Só consigo encontrar torrada mesmo. :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Nati, tudo bem?

      A castanha utilizada é a não torrada. Chamamos de crua, mas na realidade ela não é crua porque passa por um processo de pré cozimento antes de ser comercializada. Como este queijo é assado talvez possa ser feito com a castanha torrada. Eu não posso te afirmar com certeza porque não experimentei esta possibilidade. O que pode acontecer é de o queijo ficar um pouco mais escuro e com um sabor mais acentuado, o que talvez não seja problema.
      Espero que consigas fazer o queijo, e se fizer volta aqui para nos contar como ficou. Eu simplesmente amei este queijo e quero repetir esta receita de tanto que gostei. Um grande abraço, obrigada por acompanhar o blog e vir me visitar, volte sempre!

      Lori Ellis

      Excluir
  4. Olá! Adoro olhar o blog, parecem deliciosas as receitas, as fotos dão vontade de fazer tudo. Você acha viável deixar esse queijo fermentar antes de drenar? Usando rejuvelac, igual àquela receita que tem aqui. E seria possível usar de recheio para fazer ravióli? Ele fica denso suficiente? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amiga, tudo bem?

      Seja muito bem vinda e obrigada por escrever este recadinho tão fofo. Agradeço muito pelos elogios e fico feliz que acompanhas o blog e curtes as receitas. Eu já fiz queijo com Rejuvelac e ainda não cheguei a um resultado bom o suficiente para compartilhar no blog. Por enquanto ainda está em testes. Este queijo da receita acima é assado e fica simplesmente maravilhoso. Pode sim ser usado para rechear pastéis, raviolis, panquecas ou o que mais quiseres. É perfeito pela consistência firme que fica depois de pronto, e pelo sabor, claro.
      Quanto a usar o rejuvelac eu não posso te garantir o resultado porque neste tipo de receita de queijo assado eu nunca experimentei. Tem que fazer para ver se dá certo. Espero ter ajudado, se fizer a receita escreve me contando como ficou. Um grande abraço e obrigada pela visita!

      Lori Ellis

      Excluir
    2. Obrigada por responder! Eu até faço o queijo de castanha crua usando o rejuvelac para fermentar e dá certo( ao menos para o meu paladar, sabe?). Coloco limão e páprica defumada no fim e uso normalmente, principalmente com pão integral. Quanto ao recheio, vou tentar em escala pequena porque o meu receio na verdade é pela consistência, já que ravióli cozinha na água. E prometo que volto para contar!;)

      Excluir
    3. Oi amiga,

      Eu já fiz queijo fermentado com rejuvelac e adorei! Ficou perfeito para o meu paladar também. Quero repetir a receita e preparar uma postagem para o blog. Eu acho que o queijo assado pode ficar bom para rechear raviólis, a consistência é bem firme e acho que o fato de ser assado mantém esta consistência mesmo depois de cozido. Fiquei curiosa, se fizeres me conta o resultado. Espero que fique bom. Um grande abraço amiga, venha sempre me visitar!

      Lori Ellis

      Excluir
  5. Comentei aqui e acho que deu errado. Sou a pessoa que perguntou se poderia fermentar e depois assar o queijo. Fiz isso e deu super certo, temperei depois da fermentação e assei um pouco mais que o teu, ficou delicioso. Depois amassei ele bem com um garfo e usei para rechear raviólis (misturei com figo assado com alho e tomilho) e ficou incrível! Muito obrigada pelas receitas lindas e pelo estímulo, cozinhar é sempre um ato de amor, né? Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amiga, tudo bem?

      Conseguiste fazer os raviólis, que delícia! Fiquei super curiosa para saber se tinha ficado bom. Adorei que escreveste comentando o resultado da tua experiência com esta receita deliciosa. Imagino que delícia misturar o queijo com figo assado e tomilho. Perfeita combinação, muito bom gosto!
      Eu é que agradeço pelas tuas palavras tão gentis, e principalmente por tirar um tempinho para vir aqui comentar comigo sobre a receita. Adorei, e com certeza vou experimentar fazer assim como fizeste. Fiquei aqui imaginando o que fazer, e como fazer, baseada na tua dica. Obrigada e um grande abraço para ti, venha mais vezes me visitar!

      Lori Ellis

      Excluir

Olá,
Seja muito bem vindo e obrigada por visitar o meu blog!
Seu comentário será lido e assim que possível respondido neste mesmo post. Por favor assine o seu comentário para que eu possa conhecê-lo também.Obrigada pela visita e volte sempre!

Lori Ellis