Torta Fria Vegana

Fazia muito tempo que eu queria fazer uma torta fria, e ficava imaginando uma versão vegana com legumes bem coloridos. Tinha muita saudade de comer a torta fria brasileira, como chamamos no sul, aquela que a gente costumava fazer para as festinhas de aniversário, que eu muitas vezes fiz para a minha família. Finalmente saiu a tão sonhada torta, ficou uma delícia e estou dividindo com vocês. Na medida do possível utilize ingredientes orgânicos para as suas receitas. 
Por Lori Ellis /Veganana

Comentei com meu marido sobre a torta que ia fazer, achando que ele ia gostar, por ser uma coisa diferente, que ele nunca tinha experimentado.  Ele achou estranho pois não entendeu do que eu estava falando. Meu marido é americano e nunca ouviu falar em torta fria. Quando eu descrevi a torta, ele não teve dúvidas, ele disse que achava que não ia gostar. Então eu resolvi fazer esta torta para receber meus primos brasileiros que vieram nos visitar. Pronto, resolvido o problema, porque eu teria companhia para comer a torta. Se precisava de um motivo, tinha encontrado.


Como aqui nos Eua não existe pão de torta fria, (pelo menos eu nunca vi nada parecido), eu usei um pão de forma tendo o cuidado de comprar um pão vegano. Geralmente eu faço maionese em casa com castanhas de caju, acho super gostosa e prática, veja a receita aqui . Mas desta vez eu comprei a deliciosa Vegenaise, a melhor maionese vegana que existe por aqui. Quando não tenho tempo de fazer em casa eu compro por ser mais prático. Achei que o visual da torta ficaria melhor com esta maionese, e realmente ficou ótimo.


Para o recheio eu usei cenouras, pepinos em conserva, azeitonas e pimenta biquinho. Queria fazer com palmitos, mas vocês não vão acreditar o que aconteceu, rsrsrs  eu comprei um vidro de palmitos e não consegui abrir. Como estava sozinha em casa acabei desistindo do palmito e improvisei com o que tinha em casa. Da próxima vez quero fazer com palmito porque eu simplesmente adoro.


Ficou muito gostosa, e o melhor da história eu vou contar pra vocês agora. Fiz a torta, decorei e fiquei toda feliz, louca para provar. Meu marido ficou impressionado quando viu. Achou uma coisa de outro mundo, e nem imaginava que gosto poderia ter. Mas pelo menos achou bonita, o que já é uma grande coisa. Servi a torta para os convidados e o marido resolveu provar. Gente, ele adorou, comeu e pediu mais. Até a minha sogra que nunca tinha provado também comeu, adorou e levou um pedaço para casa. Fiquei super feliz, agora vou fazer mais vezes porque vou ter companhia para comer. Uma pequena curiosidade, no sul chamamos de torta fria, mas eu já vi que em algumas regiões do Brasil é chamada de bolo salgado. Chega de história, agora vamos para a receita que é o que realmente interessa, rsrsrs

Grau de dificuldade: Fácil 
Rendimento: 12 fatias
Preparação: 1 hora




INGREDIENTES 

  • 1 pão de de forma vegano sem a casca
  • 400g de maionese vegana
  • 1 xícara de pepinos em conserva picados
  • 1 cenoura grande em cubinhos
  • 1/4 xícara de pimenta biquinho vermelha
  • 1 xícara de azeitonas verdes picadas
  • 2 colheres de sopa de salsinha picada
  • 1/4 xícara de cebolinha verde picada

PREPARO

Os ingredientes que usei para o recheio foram de certa forma improvisados. Resolvi fazer a torta sem me programar e fui ver o que tinha na geladeira que pudesse ser recheio de torta fria. O resultado foi uma torta com um sabor muito especial que foi realmente apreciada por quem provou. Use o que você quiser e tiver em casa para rechear a sua torta, invente combinações a seu gosto e divirta-se!
A quantidade de maionese necessária pode variar de acordo com o seu gosto. Eu misturei pequenas quantidades aos recheios apenas para dar um pouco de liga e sabor, e usei a maionese para cobrir as fatias de pão e finalizar a torta. Caso você preferir pode fazer a maionese em casa com castanhas de caju ou tofu. Também pode usar um requeijão vegano para cobrir o pão ao invés da maionese e deixar para finalizar a torta com a maionese. As possibilidades são muitas, o que vale mesmo é a inspiração e o resto a gente faz, improvisa como for possível e no fim dá sempre certo.


PREPARE A CENOURA

Coloque um pouco de água para ferver em uma panela. Lave bem e corte a cenoura no formato de sua preferencia, pode ser em cubinhos ou palitos grossos como eu fiz. Quando a água começar a ferver coloque as cenouras na panela. Tampe, desligue o fogo e conte 3 minutos. Depois deste tempo escorra a água quente na pia. Depois de escorrer toda a água quente, imediatamente coloque água bem fria da torneira e deixe escorrer bastante nas cenouras para interromper o cozimento e esfriar bem. Depois disto coloque as cenouras em uma peneira para escorrer bem a água antes de usar.


MONTAGEM DA TORTA 

Use pequenos pratinhos ou tigelas para colocar os recheios separadamente. Corte os pepinos em pequenos cubinhos e coloque em uma tigela, pique a salsinha e coloque em outra tigela, depois corte as pimentas biquinho em pequenos pedaços e coloque em uma vasilha separada. Faça a mesma coisa com as azeitonas. Eu usei azeitonas recheadas com pimentão, o que deu um colorido especial para o recheio. Quando terminar de preparar os recheios corte as cascas do pão e comece a montar a torta conforma as instruções abaixo. Como eu não usei pão de torta fria, e sim pão de forma, improvisei para conseguir uma torta retangular.Veja como eu fiz. 




Prepare o prato onde vai montar a torta. Forre com uma camada de maionese e disponha as fatias de pão ajeitando bem para que fiquem firmes e comecem a formar um retângulo.





Tenha todos os ingredientes à mão para poder começar a torta e montar as camadas. Eu coloquei um pouquinho de maionese em cada pratinho com recheio para dar liga.




A primeira camada que eu fiz foi a de cenoura. Eu cortei a cenoura em pequenos cubinhos, temperei com uma pitadinha de sal e coloquei uma colher de sopa de maionese. Adicionei também um pouco de cebolinha verde picada.



Coloque uma camada de pão sobre as cenouras, cubra com uma camada fina de maionese e adicione a próxima camada. Eu coloquei os pepinos na segunda camada. Apenas adicionei um pouco de maionese e cebolinha verde picada.


Cubra a camada dos pepinos com uma camada de pão e depois cubra o pão com uma camada fina de maionese e passe para a próxima camada. Eu usei as azeitonas misturadas com um pouco de maionese e cebolinha picada também.



Cubra com outra camada de pão e ajeite os cantinhos para acomodar e manter o retângulo.



Distribua uma camada de maionese sobre as fatias de pão e espalhe bem levando até os cantinhos sempre procurando manter o formato da torta.



A última camada de recheio foram as pimentas biquinho que eu cortei em pedaços e adicionei um pouco de maionese e misturei com a salsinha picada.




Espalhe bem a última camada de recheio ajeitando os cantinhos . Tenha o cuidado de não fazer os recheios muito aguados para que a torta não desande.




Coloque a última camada de pão e cubra toda a torta com a maionese. Use uma espátula para espalhar bem nas laterais. Eu usei um garfo para fazer uma decoração nas laterais da torta fazendo linhas verticais.







Decore a seu gosto. Eu fiz a famosa florzinha com casca de tomates e usei um ramo de salsinha fresca e uns pedacinhos do galho da salsa, além de pequenas folhas de manjericão.





A torta está pronta, leve à geladeira por pelo menos uma hora antes de cortar. Sirva como lanche ou refeição principal acompanhada de salada. É perfeita para receber visitas e para festas em geral, especialmente as festas de fim de ano. Já estou aqui imaginando fazer a minha torta fria de Natal. Espero que tenham gostado da receita e se inspirem a fazer também.



ESTA RECEITA, TEXTO E FOTOS PERTENCEM AO BLOG VEGANANA. SE VOCÊ QUISER COMPARTILHAR OU PUBLICAR, POR FAVOR POSTE O LINK DO BLOG COMO REFERÊNCIA DE AUTORIA. OBRIGADA!

34 comentários

  1. Nossa esta e dos Anjos deve ser muito gostosa vou ter que fazer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite minha amiga querida,

      Realmente esta torta ficou boa demais, vale a pena fazer. Fico feliz em ter te inspirado. Me conta como ficou se fizeres. Um grande beijo e obrigada pelo carinho da tua visita!

      Lori Ellis

      Excluir
    2. Bom demais foi de Lanber a Boca e muito gostoso como diz o mineira que sou UAI Parabens pelas receitas abraços

      Excluir
    3. Vani querida,

      Boa noite mineirinha querida! Obrigada pelo carinho da tua visita e comentário!

      beijos amiga
      Lori Ellis

      Excluir
    4. rindo até ano que vem de vc não conseguir colocar o palmito na torta huahuahauhau Mas certamente deve ter ficado uma delicia, Lori! Parabens por mais esta receita e por todo o blog.

      Excluir
  2. Oi Lori! Sempre fico encantada com suas receitas, e já fiz várias - não tantas como gostaria!... Mas meu comentário vai ser sobre "como abrir um vidro de palmito sem alguém mais forte por perto" rsrs
    Já passei por isso algumas vezes, até descobrir o pulo do gato: você enfia a ponta de uma faca de mesa sob a lateral da tampa, no lugar onde ela se encaixar melhor; aí faça um pouco de força com a faca: a tampa cede um pouco, o suficiente para entrar ar no vidro e desfazer o vácuo.
    Daí pra frente é só abrir normalmente, acabou a dureza!
    Sou muito grata a você pelas receitas, são excelentes e muito bem explicadas, vivo recomendando seu blog pra todo mundo! Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Fatima,

      Seja muito bem vinda amiga. Obrigada pelo teu recadinho, adorei! Fiquei muito feliz em saber que já fizeste várias receitas do blog.
      Menina eu nem te conto que tentei fazer o truque da faca e não deu certo.O tal do vidro acho que era encantado que nem meu marido conseguiu abrir quando chegou em casa. Vamos devolver ao supermercado onde compramos porque não abre mesmo. Eu fiquei com receio que ele quebrasse o vidro e quando ele tentou algumas vezes e não deu certo achei melhor não insistir. Não vou desistir do palmito, vou comprar outro vidro e espero que consiga abrir, rsrsrs

      Obrigada pelo teu carinho em escrever me dando a dica de como abrir o vidro. Mas infelizmente eu tentei e fiquei com medo de forçar, não consegui mesmo. Acho que deve ter algum problema neste vidro porque eu sempre consigo abrir, com ou sem o truque da faca, rsrsrs

      Fiquei muito feliz com a tua visita, obrigada por recomendar o blog, obrigada por estar aqui.
      Um grande abraço, volte mais vezes para "bater papo" comigo!

      Lori Ellis

      Excluir
    2. Boa noite Marcel, tudo bem?

      Adorei o teu comentário, muito boa esta de "rindo até o ano que vem", hehehe
      Seja muito bem vindo e obrigada por me fazer rir também, rsrsrs esta historia de não conseguir abrir o vidro de palmito rendeu muitas risadas aqui em casa. Eu geralmente me viro sozinha na cozinha, consigo cozinhar e fotografar ao mesmo tempo. Tem que vem a situação, levo o triplo do tempo que levaria se não fosse fotografar o passo a passo das receitas. Mas me divirto, faço a maior bagunça e no fim dá tudo certo. Mas o tal do vidro de palmito me tirou do sério. Eu aproveitei que as minhas visitas saíram e resolvi fazer uma surpresa para eles com a torta fria que eu sabia que eles iam gostar. No final deu certo, juntei o que tinha em casa ficou muito deliciosa. Consegui até fazer o meu marido gringo gostar de torta fria, coisa que ele nunca tinha visto na vida. Agora ele sempre me pede para fazer torta fria, e eu adoro!
      Um grande abraço e muito obrigada por acompanhar o blog.

      Lori Ellis

      Excluir
  3. Olá Lori,

    Minha forma de abrir vidros de conservas é deixar que escorra um pouco de agua quente da torneira entre o vidro e a tampa ( rosca). Nunca falha!!! Abraço

    Valentina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Valentina,

      Seja bem vinda e muito obrigada pela dica! Esta eu não conhecia. Vou experimentar porque o danado do vidro de palmito ainda está aqui em casa. pensei em devolver mas não voltei ainda ao local que comprei que fica em outra cidade um pouco longe de onde moramos.

      Maravilha, vou abrir e fazer uma receita bem deliciosa. Valeu mesmo amiga, fiquei super feliz!
      Depois eu volto aqui pra te contar como foi a abertura do vidro de palmito, rsrsrs Um grande abraço, volte mais vezes, adorei a tua visita!

      Lori Ellis

      Excluir
  4. Adorei a receita e a historinha tbm! Hehehe. Isso sempre dá uma graça a mais ao que fazemos com carinho. Quero provar! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alice,

      hehehe, que bom que tu gostou da historinha, eu adorei dividir com vocês. Consegui fazer os gringos gostarem de torta fria, e meu marido já está perguntando quando vou fazer de novo. Agora não preciso mais esperar por visitas para fazer de novo!
      Me conta como ficou se fizeres a receita, espero que gostes!

      Um grande abraço, volte sempre para me visitar!
      Lori Ellis

      Excluir
  5. Acabei de jantar, mas deu água na boca... =)

    Esta torta me remeteu à minha infância, pois nossa mãe fazia sempre. Claro que não a versão vegana, porém, vou experimentar. Só me tire uma dúvida: o pepino em conserva foi o em salmoura ou em vinagre (picles)? Uma pena não conseguir abrir o palmito, mas pelo tempo, acredito que já tenha feito outra. Obrigado pela receita.
    Um grande abraço.

    Sergio Peret

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sergio,

      Que legal, eu também tenho muitas boas lembranças com esta receita porque a minha mãe sempre fazia para nós e eu muitas vezes fiz para os meus filhos também. É uma receita tradicional que não podia faltar em festinhas de aniversário.
      O pepino que eu usei foi o de conserva em salmoura, aquele que a gente compra em vidros. Acredito que pode ser qualquer um, em vinagre ou salmoura, porque ambos são deliciosos.
      Tu não vai acreditar, mas não abri o vidro de palmitos ainda, rsrsrs Já recebi muitas sugestões e estou esperando uma boa inspiração para usar aquela preciosidade. Quando abrir eu vou fazer uma receita bem legal e posto aqui para vocês. Não fiz outra torta fria depois desta, já está na hora de fazer de novo, hehehe Se fizeres a torta me conta como ficou, espero que gostes.

      Um grande abraço, volte sempre!

      Lori Ellis

      Excluir
  6. Bom dia Lori,

    Tenho acompanhado seu blog e tenho gostado e aprendido muito sobre a culinária vegana; confesso que não sou vegetariana, sou "viking" mesmo, mas minha filha tornou-se vegana e estou agora excursionando neste universo novo para mim . Estou surpresa e feito as delícias postadas por você. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria do Carmo,

      Muito obrigada por acompanhar o blog, bom demais tê-la aqui!
      Que bom que tua filha optou pelo veganismo, assim tu tens a oportunidade de conhecer mais sobre a maravilhosa culinária vegana, e também por este motivo chegaste aqui e estou tendo o prazer de trocar ideias contigo. Fico muito feliz que gostas das receitas. O universo das receitas veganas é imenso, tem muitas coisas que eu ainda não tive a oportunidade de experimentar nestes 4 anos de veganismo. Aprendo um pouco a cada dia e com certeza tenho muito o que aprender.

      Adorei a tua visita, volte mais vezes e por favor mande um grande abraço a sua filha, e diga a ela da minha felicidade por ela ter se tornado vegana.

      abraços
      Lori Ellis

      Excluir
  7. Oi Lori, tudo bem?

    Ainda não fiz suas receitas, mas eu fico encantada com todas elas...
    Estou em um tratamento gastrointestinal e muitos alimentos não me são permitidos. Mas estou salvando todas as receitinhas, principalmente as sem gluten e estou ansiosa para experimentar.
    Você é muito criativa e caprichosa. Parabéns.
    Como não tenho muito tempo de agradecer sua generosidade no face, faço por aqui. Deus abençoe você. Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Caroline,

      Que fofa, muito obrigada pelo carinho de escrever palavras tão gentis sobre o meu trabalho.
      Fico muito feliz que acompanhas o blog e aprecias as receitas. Legal que estás salvando para fazer depois. Espero que fiques bem do teu problema gastrointestinal, e com certeza uma alimentação adequada vai te ajudar muito.

      Um grande abraço, adorei a tua visita e recadinho, volte sempre!

      Lori Ellis

      Excluir
  8. Muito obrigada! Receita super bem explicada. Fiz algumas alterações por conta dos ingredientes, mas me ajudou muito, ficou linda! ^_^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lis, tudo bem?

      Fico feliz que fizeste a receita e ficou legal. O bom desta receita é que pode ser alterada conforme os ingredientes que tiveres em casa para utilizar. Que bom que gostaste! Obrigada por escrever comentando sobre a receita, fiquei feliz com o teu recadinho e agradeço muito por acompanhares o blog.
      Abraços,venha sempre me visitar!

      Lori Ellis

      Excluir
  9. Olá. Gosto de fazer torta fria e sempre umedeco o pão com leite. É por ser vegana que não usas leite? Diversas vezes já fiz com pão de forma tradicional e montei como fizeste, com fatias formando o retângulo. Sou do sul e aqui a torta fria é muito apreciada. Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patricia, tudo bem?

      Eu nunca umedeci o pão com leite, mesmo quando não era vegana. Sempre preparo um recheio mais molhadinho e uso o pão fresco sem umedecer. Sei que tem muita gente que faz isto, mas por uma questão de gosto pessoal eu prefiro usar a maionese e o recheio porque gosto das fatias mais sequinhas, mais firmes.
      Já comi torta fria com o pão umedecido e gostei também, mas ainda prefiro usar o pão sem umedecer mesmo. Aqui onde moro não existe pão de torta fria, e eu realmente tenho que improvisar como fiz com esta receita. Eu também sou do sul e a torta fria é uma tradição da nossa culinária, não tem quem não goste. Eu simplesmente adoro! Um grande abraço amiga, obrigada pela visita e comentário e obrigada por acompanhar o blog.

      Lori Ellis

      Excluir
  10. adorei sua receita, e vou fazer com certeza ! aí vai uma dica amiga! quando não conseguir abrir o vidro de pepino, palmito etc... é só baber com uma colher em cima da tampa para soltar o ar... aí abre rapidinho ok? bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sirleia, tudo bem querida?

      Seja muito bem vinda e obrigada por escrever este recadinho tão fofo com dica para abrir o vidro encantado de palmito, hehehehe Vou guardar a dica para a próxima vez que tiver dificuldade de abrir um vidro. Que bom que gostaste da receita. Se fizeres volta para me contar como ficou, vou adorar saber!

      Um grande abraço, venha sempre me visitar!
      Lori Ellis

      Excluir
  11. Adorei a sua torta!!! Parece delicia!!! Deixando uma dica... Tambem moro fora, ja morei em vários Estados nos USA, tem sim pao de torta fria ja pronta em alguns lugares, depende do mercado e se você não encontrar nas prateleiras eh so ir ate a bakery de algum mercado grande e pedir para eles cortarem o pão da sua ecolha na horizontal como da torta fria, sempre deu certo e eles cortam com o maior prazer. Beijos e continue com essas receitas maravilhosas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amiga, tudo bem?

      Muito obrigada pela visita e pela dica. Na realidade eu nunca procurei pão de torta fria aqui, como não vi onde costumo comprar os meus pães orgânicos e veganos, nem pensei em perguntar. Mas vou ver se encontro da próxima vez que quiser fazer uma torta fria. Aqui perto de onde moramos tem um mercado grande com bakery que faz pães maravilhosos, vou ver por lá se eles cortam o pão assim para mim. Valeu pela dica amiga!
      Um grande abraço, venha sempre me visitar!

      Lori Ellis

      Excluir
  12. Delicia!

    a minha vai ser verde por fora 💚 vou fazer com uam pastinha de abacate com um toque de alho cru e ja até posso imagina-la...huuuuum

    Gratidão Lori!

    *eu conheço como torta salgada*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Manu, tudo bem?

      Que linda, imagino a delícia que deve ficar com pasta de abacate. Eu amo esta combinação de abacate com alho. Ótima ideia, quando fizer novamente vou experimentar. Um grande abraço, obrigada por acompanhar o blog e vir me visitar. Volte mais vezes para trocar ideias comigo, vou adorar!

      Lori Ellis

      Excluir
  13. Respostas
    1. Oi Jackellyne, tudo bem?

      Seja bem vinda e muito obrigada pelo comentário. Fico feliz que gostaste da receita e agradeço por acompanhar o blog e vir me visitar. Um grande abraço,

      Lori Ellis

      Excluir
  14. Oii amei a receita! Estou querendo fazer no natal. Queria saber quanto tempo dura na geladeira, caso sobre para o dia seguinte rs.
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcele, tudo bem?

      Sem dúvida esta é uma ótima sugestão para o Natal, e eu quero fazer também este ano. Aqui em casa geralmente dura no máximo 3 dias. Eu corto o que sobra e coloco em recipiente de vidro com tampa para conservar melhor. Adoro no dia seguinte, parece que fica mais gostosa. Geralmente eu faço um dia antes de servir e deixo na geladeira. Depois de cortar acho que 3 dias na geladeira ainda mantém o frescor da torta. Se fizer me conta como ficou.
      Um grande abraço e muito obrigada por acompanhar o blog e vir me visitar, adorei saber que vais fazer a torta no Natal.

      Lori Ellis

      Excluir
    2. Obrigada pelo retorno Lori! Com certeza vou fazer no natal (sou responsável pela opção vegana rs). Depois eu te conto como ficou!
      Abração!

      Excluir
    3. Oi Marcele,

      Que bom que vais fazer para o Natal. Eu também quero fazer uma destas tortas deliciosas para impressionar os não veganos da família. Me conta como ficou a tua, se der eu faço fotos da que fizer para o Natal. Um grande abraço querida, venha sempre me visitar!

      Lori Ellis

      Excluir

Olá,
Seja muito bem vindo e obrigada por visitar o meu blog!
Seu comentário será lido e assim que possível respondido neste mesmo post. Por favor assine o seu comentário para que eu possa conhecê-lo também.Obrigada pela visita e volte sempre!

Lori Ellis