Pão de fermentação Lenta com Sementes

Preparei este delicioso pãozinho para o nosso café da manhã no final de semana. Deixei a massa fermentando durante a noite e de manhã eu finalizei o processo e assei. Queria fazer apenas com gergelim, mas acabei misturando semente de papoula. Ficou uma delícia com a casquinha bem crocante, e as sementes fizeram uma grande diferença no sabor. Se você quiser experimentar estes pãezinhos pode usar qualquer tipo de semente como chia, gergelim, linhaça ou o que você tiver em casa. O visual fica muito lindo e apetitoso. Na medida do possível utilize ingredientes orgânicos para as suas receitas.
Por Lori Ellis /Veganana

A fermentação lenta é o melhor processo de preparar pães, pois além de ser muito fácil de fazer, o resultado sempre é garantido. Massa fofinha, cheia de furinhos e casca crocante, além da satisfação de fazer o próprio pão. O cheiro do pão assando é tudo de bom. Vale muito a pena fazer pão em casa porque além de saudável e econômico, a gente sabe exatamente o que coloca no pão. Tenho aprendido muito sobre a fermentação lenta e testado inúmeras possibilidades para dividir com vocês e inspirá-los a fazer seus pães em casa também. É mais fácil e divertido do que você pode imaginar. Este pão não contém açúcar e nem gordura, foi feito com apenas 4 ingredientes, farinha, água, sal e fermento. Por ser um pão de fermentação lenta, você pode começar a preparar a noite e assar de manhã, ou preparar de manhã e assar a noite. O importante é deixar a massa fermentar lentamente durante pelo menos 8 horas em temperatura ambiente e depois seguir as instruções abaixo. Eu usei farinhas orgânicas. Na medida do possível utilize ingredientes orgânicos para as suas receitas.


Programe o seu pão com antecedência. O ideal é deixar a noite toda fermentando e assar de manhã, ou então prepare a massa de manhã e deixe para assar quando voltar para casa. Siga as instruções abaixo e prepare o seu pãozinho delicioso, nutritivo e saudável, e saiba mais sobre o processo de fermentação lenta na descrição da receita. Vale a pena experimentar, mesmo se você não tem experiência em fazer pães, pode ter certeza que este dá super certo, e se tiver alguma dúvida pode escrever que eu ajudo.  

IMPORTANTE! O pão de fermentação lenta NÃO deve ser colocado na maquina de pão nunca! É uma massa que tem que ser manuseada com cuidado e delicadeza para manter as lindas bolhas que se formam durante a fermentação e que vão fazer com que o pão fique macio, leve, gostoso e cheio de furinhos.


INGREDIENTES

  • 2 xícaras de farinha de trigo branca
  • 2 xícaras de farinha de trigo integral
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 colher de chá de fermento biológico para pão
  • 2 xícaras de água em temperatura ambiente


PREPARO

Em uma vasilha de louça ou vidro coloque os ingredientes secos e misture rapidamente. Adicione a água aos poucos e misture bem até hidratar os ingredientes secos e obter uma massa uniforme.
Não é necessário bater, você apenas vai misturar os ingredientes e quando estiver homogêneo está pronto. Use uma espátula para facilitar o trabalho de misturar os ingredientes.

Empurre a espátula nos cantos da vasilha e mova a massa para ter certeza de que não ficou farinha seca no fundo. A massa nesta fase inicial é pesada, e não deve ser manipulada demais, não bata, não sove, apenas misture até obter uma massa uniforme e hidratada.










Cubra a vasilha com um filme plástico e deixe descansar em um lugar protegido na cozinha. Deixe a massa descansar por pelo menos 8 horas para levedar aos poucos. Neste período o fermento vai agir e tornar a massa leve e aerada, cheia de bolhas lindas. 



Passado o tempo de fermentação lenta, a massa está pronta, cresceu muito e está leve e cheia de ar, você vai notar que se formam bolhas na superfície. A consistência da massa é bem mole, não se assuste porque é assim mesmo. Veja como fica a massa depois de levedada na imagem abaixo.














Prepare tudo o que você vai precisar para modelar o pão. Em uma superfície lisa ajeite o espaço onde você vai modelar a massa. Enfarinhe bem. Eu geralmente uso uma tábua de madeira porque a minha mesa é de pedra e não dá para trabalhar massa em cima porque é em formato de azulejos. Deixe a farinha bem à mão porque você vai precisar. Unte a forma que vai colocar os pãezinhos. prepare as sementes se for utilizar. Deixe tudo pronto antes de tirar a massa do prato.




Eu usei sementes de gergelim branco e preto misturados com semente de papoula, nutritional yeast e sal do himalaia. Coloquei esta mistura em um pratinho fundo para passar na superfície dos pães. Use as sementes que você tiver em casa, pode ser chia, linhaça, ou o que você preferir.




Quando estiver com tudo pronto, enfarinhe a superfície que vai trabalhar e despeje a massa com o auxílio de uma espátula para remover bem. A massa é mole mesmo e você vai adicionar farinha nos cantos e dobrar delicadamente com a ajuda da espátula para formar uma espécie de bola. Adicione farinha quando for necessário e siga neste processo até conseguir "controlar" a massa. Não se preocupe com a quantidade de farinha que vai ser necessário colocar a mais na massa, isto não vai alterar o resultado.













Pronto, a bolinha está formada, a forma untada e enfarinhada e as sementes no pratinho para usar. Corte a massa em pedaços do tamanho que desejar e com as mãos enfarinhadas segure uma parte da massa passando a outra na mistura das sementes com a parte lisa da massa para que grude bem. Ou seja você enfarinha a mão, pega a massa e vira dentro do pratinho formando a bolinha dentro do mesmo e pressionando levemente para que as sementes grudem.












Infelizmente eu estava sozinha quando fiz os pães e tentei fazer foto deste momento. Coloquei a massa mole no prato com as sementes e depois dobrei os cantos formando uma bolinha. Ao colocar a massa em cima das sementes, as mesmas grudaram na parte de cima. Eu dobrei e formei a bolinha com as mãos enfarinhadas e coloquei direto na forma untada e enfarinhada também e ajeitei os cantinhos modelando melhor a bolinha depois de estar na forma.



Não se preocupe em fazer o pão de tamanho e formato regular e perfeito. A massa vai crescer novamente e crescendo as bolinhas ficam parelhas e bonitinhas.











Rendeu 9 pães de tamanho médio.



Na imagem ao lado você pode ver os pães prontos para crescer novamente. Eu coloquei dentro do forno elétrico desligado e deixei crescer até dobrar de volume o que foi mais ou menos 40 minutos. Este tempo pode variar dependendo da temperatura ambiente. O importante é os pães dobrarem de volume.



Os pães cresceram e dobraram de volume e estão prontos para assar. Ligue o forno em temperatura de 220C e deixe pré-aquecer. Asse por mais ou menos 30 minutos ou até que estejam dourados.















Retire do forno e coloque em uma grade para esfriar.
















Pronto, sirva os pãezinhos como preferir. Eles são deliciosos para preparar sanduíches ou hambúrgueres. Eu fiz hambúrguer para nós e além de lindos ficaram uma delícia. Vou postar a receita em seguida. Servi no nosso café da manhã. Eu gosto de comer o pão quentinho com uma manteiga que preparo com óleo de coco sem sabor temperado com sal do himalaia , cúrcuma Nutritional Yeast, e pimenta caiena. Veja a receita aqui.




















VANTAGENS DA FERMENTAÇÃO LENTA

Descobri a maravilha de fazer pão com fermentação lenta, e estou testando receitas diferentes, e adorando os resultados tanto pela facilidade de preparo como pela delicia de fazer pão saudável em casa. Quem quiser saber mais informações sobre as vantagens da fermentação lenta e saber tudo sobre pães, visite o blog Hortas orgânicas e alimentação saudável . Foi lá que eu me inspirei para fazer pães deliciosos e muito saudáveis.

O texto abaixo pertence ao site Esmeralda azul , e faz um resumo muito bom e simples de entender sobre a fermentação lenta.

"Durante as diversas horas ocorre a fermentação, permitindo que este pão tenha características que nenhum pão feito em poucos minutos pode conseguir:
- Há a produção de álcool, ácido acético e ácido láctico que permitem a incorporação de ar na massa e que conferem sabor característico;
- Parte do glúten existente é decomposto devido às condições que se geram por causa da fermentação lenta;
- O ácido fítico dos cereais integrais é neutralizado permitindo uma melhor absorção de minerais;
- A acidez gerada permite que as enzimas estejam mais ativas o que faz com o que o pão se aguente mais tempo fofo. Para fazer pães sem glúten esta característica pode fazer toda a diferença."

ESTA RECEITA, TEXTO E FOTOS PERTENCEM AO BLOG VEGANANA. SE VOCÊ GOSTOU E QUISER COMPARTILHAR OU PUBLICAR, LINKE DIRETAMENTE A RECEITA ORIGINAL MENCIONANDO OS CRÉDITOS DE CRIAÇÃO. OBRIGADA!

8 comentários

  1. UM DOS MELHORES SITES VEGANOS, SEM SOMBRA DE DÚVIDAS!

    MUITO OBRIGADO POR TESTAR TANTA COISA E COMPARTILHAR GRATUITAMENTE, POR AMOR À CAUSA!

    TENHO APENAS UMA DÚVIDA: POSSO SUBSTITUIR A FARINHA BRANCA POR FÉCULA DE BATATA OU AS DUAS FARINHAS, PARA TORNAR O PROCESSO AINDA MAIS SAUDÁVEL E SEM GLÚTEN?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafael, tudo bem?

      Nossa, fiquei muito feliz com o teu recadinho. Obrigada por escrever, obrigada pelos elogios, ganhei o meu dia com estas palavras que escreveste sobre um trabalho que eu faço com tanto amor e que é muito importante para mim. Esta é a melhor recompensa que eu posso ter, o reconhecimento das pessoas que acompanham o blog e que tiram um tempo para escrever. Bom demais, obrigada!

      Quanto a esta receita, infelizmente não tem como fazer sem glúten. O que tu podes fazer é acrescentar uma parte de farinha sem glúten. Eu nunca testei fazer a receita de fermentação lenta sem glúten, não saberia te dizer se fica bom apenas com farinha sem glúten.
      O que eu sei é que o processo de fermentação lenta é que diminui bastante o glúten e o índice glicêmico da massa. E também que se acrescentares algum ingrediente que tenha proteína na massa, além de ficar mais saudável ainda ajuda a neutralizar os antinutrientes. Se quiser saber mais sobre este processo super saudável de fazer pão, visite o site do link abaixo.

      http://www.esmeraldazul.com/pt/blog/tempo-de-levedacao-do-pao-mais-e-melhor/

      Quanto a fécula de batata, tu podes usar em pequena quantidade na receita. Fica muito bom. As vezes eu coloco um pouco de purê de batata na massa do pão, fica delicioso, o pão fica bem macio. Minha sugestão para ti. Faz a receita semi-integral com farinha de trigo de preferência orgânica se conseguires. E mistura uma parte de farinha sem glúten. A receita pede 4 xícaras de farinha no total. Tu podes colocar 1 e meia de farinha branca, 1 e meia de farinha de trigo integral e uma de farinha sem glúten a tua escolha.

      Se fizeres o pão me conta como ficou. Espero que gostes. Se tiver mais alguma dúvida pode escrever que eu te ajudo na medida do possível.

      Um grande abraço, mais uma vez obrigada pelos elogios, obrigada por vir me visitar. Volte sempre!

      Lori Ellis

      Excluir
  2. Muito muito bommm!!!
    Fiz e amei, tanto que não deu tempo da foto... Rs
    Vc esta de parabéns !!!
    Para variar, renho só uma perguntinha..rs
    Posso MISTURAR as sementes na massa para fermentar as 8 horas ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria Alice, tudo bem?

      hehehehe, que legal, se não deu tempo de fazer foto é sinal de que realmente ficou muito bom! Aqui em casa é um suplício, porque as vezes a vontade mesmo é de comer e nem se preocupar com fotos, mas muitas vezes comemos frio, passado do ponto, pra não perder uma foto, rsrsrs

      Se quiser acrescentar sementes na massa, pode fazer depois de a mesma estar fermentada. Eu nunca coloquei semente para fermentar junto com a massa, e não posso te garantir que dá certo. Eu tenho umas receitas onde acrescentei sementes e oleaginosas depois de a massa estar fermentada. É bem simples, basta colocar pequenas porções de cada vez e ir virando a massa para que as sementes incorporem. Depois disto deixa a massa descansar no segundo crescimento e assa. Espero ter explicado direitinho, se tiber mais alguma dúvida, escreve novamente.

      um grande abraço
      Lori Ellis

      Excluir
  3. Olá, quantas gramas de fermento?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa, tudo bem?

      Infelizmente eu não saberia te dizer quantas gramas de fermento porque eu compro em potes grandes e retiro a quantidade que necessito medindo com colher conforme podes ver na descrição da receita. A quantidade de fermento é bem pouca para esta receita, e mesmo que eu quisesse ficaria difícil medir porque nem tenho balança de precisão. Mede com a colher que é bem mais fácil. Se usar aqueles fermentos de pacotinho, retira a quantidade indicada, fecha o pacotinho e guarda na geladeira para o próximo pão. Espero ter ajudado, se fizer a receita me conta como ficou. Um grande abraço e obrigada por acompanhar o blog.

      Lori Ellis

      Excluir
  4. Fiz e ficou maravilhoso!!! Não dá pra sentir aquele gosto forte de fermento, fica super leve e com uma casquinha super crocante que é viciante!!

    Obrigada por compartilhar essa receita com a gente =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabiana, tudo bem?

      Seja muito bem vinda! Adorei saber que fizeste a receita e foi aprovada. Os pães de fermentação lenta são maravilhosos, e com a receita básica se pode fazer mil variações de sabores incluindo ingredientes como os que eu fiz nesta receita. Além de ser delicioso é muito mais saudável e fácil de fazer. Depois que descobri os pães de fermentação lenta, faço com muita frequência aqui em casa. Obrigada por escrever comentando a tua experiência com a receita, adorei receber o teu recadinho. um grande abraço, obrigada por acompanhar o blog e vir me visitar, volte sempre!

      Lori Ellis

      Excluir

Olá,
Seja muito bem vindo e obrigada por visitar o meu blog!
Seu comentário será lido e assim que possível respondido neste mesmo post. Por favor assine o seu comentário para que eu possa conhecê-lo também.Obrigada pela visita e volte sempre!

Lori Ellis