Focaccia com Alecrim e Azeitonas - Fermentação Lenta

A focaccia de fermentação lenta é  presença constante aqui em casa. E eu adoro a receita desta massa porque é muito fácil, sempre dá certo e eu posso aproveitar o que tenho em casa para fazer a cobertura, inventando coisas de última hora como fiz com esta receita. Cobertura simples com azeite de oliva, alecrim fresco, azeitonas verdes e pimentão vermelho. Na medida do possível utilize ingredientes orgânicos para as suas receitas.
Por Lori Ellis /Veganana

Para mim este é o processo mais fácil de fazer focaccias, pães e pizzas. A massa de fermentação lenta é muito mais saudável do que as outras, sempre dá certo, rende muito, fica deliciosa e é simples de fazer. Mesmo tendo que esperar pelo tempo de fermentação natural da massa, ainda assim vale a pena porque o resultado é sempre muito bom. Com apenas 4 ingredientes você faz uma massa que fica leve, cheia de deliciosos furinhos, além de ficar muito gostosa.


Sem adição de açúcar ou gordura, esta massa utiliza pouco fermento, e deve repousar por no mínimo 8 horas. Por isto é bom se programar antes para fazer esta receita. Você pode deixar a massa fermentando a noite e preparar a focaccia de manhã para o almoço, ou então faz a massa de manhã e deixa fermentando o dia todo e serve no jantar. Caso você não tiver tempo ou não quiser fazer esta massa, pode experimentar a massa normal de focaccia clicando aqui.




PARA A MASSA DA FOCACCIA

Prepare esta massa com antecedência. Você pode deixar a massa fermentando durante o dia e assar a noite. Ou então deixar fermentando durante a noite e assar pela manhã ou para o almoço. Eu fiz a massa semi integral utilizando metade de farinha branca e metade de farinha integral. Você pode fazer na proporção que desejar.



INGREDIENTES

  • 3 xícaras de farinha de trigo 
  • 1 xícaras de farinha de trigo integral 
  • 2 colheres de chá de sal 
  • 1 colher de chá de fermento biológico para pão (granulado) 
  • 2 xícaras de água em temperatura ambiente 



PREPARO

Em uma vasilha de vidro ou louça, coloque as farinhas e o sal. Com o auxilio de uma espátula ou colher grande misture bem. Acrescente o fermento granulado e misture. Em seguida despeje a água aos poucos e mexa até conseguir uma mistura homogênea como mostra a foto abaixo.



Não bata, apenas misture até que você perceba que toda a farinha foi hidratada com a água. A massa fica pesada, não se preocupe, isto é normal. Este processo inicial é bem rápido, apesar de exigir um pouco mais de esforço para misturar bem até hidratar bem os ingredientes secos. Em poucos minutos você consegue fazer isto.

Cubra o recipiente com um filme plástico e coloque em um lugar abrigado da cozinha. Geralmente eu preparo a massa inicial pela manhã antes de ir para o trabalho e deixo fermentando durante o dia. Mas você pode preparar a massa a noite, deixar fermentando enquanto dorme, e assar no outro dia.


O ideal é que a massa fermente por pelo menos 8 horas. Quando volto no final da tarde a massa esta crescida, linda, cheia de furinhos e pronta para usar. Prepare uma assadeira retangular grande. Unte generosamente com óleo vegetal de sua preferencia.


Remova a massa com o auxilio de uma espátula e espalhe na assadeira de maneira uniforme. Cubra e coloque em um lugar protegido enquanto prepara a cobertura. Eu deixei em cima do fogão.




INGREDIENTES PARA A COBERTURA

  • 1 xícara de azeitonas verdes picadas
  • 1/4 xícara de pimentão vermelho picado
  • 1 colher de sopa de salsinha desidratada (ou orégano)
  • azeite de oliva para pincelar a superfície
  • sal e pimenta do reino à gosto
  • 1 colher de sopa de alecrim seco ou fresco


PREPARO

Pré aqueça o forno a 230°C. Pincele a superfície da massa crescida com azeite de oliva. Pique as azeitonas e o pimentão e distribua sobre a massa fazendo covinhas com as pontas dos dedos e empurrando os temperos para baixo.



Adicione o alecrim seco ou fresco e a salsinha desidratada ou orégano se for utilizar. Leve ao forno para assar por uns 20 ou 25 minutos ou até dourar. Faça o teste do palito para ter certeza de que a massa está bem assada.


DICAS:


➥ Deixe esfriar um pouco para cortar. Sirva como lanche, ou se preferir sirva acompanhando uma refeição principal.

➥ Outra opção é servir em pequenos pedaços como entrada acompanhado de azeite de oliva temperado com ervas e alho.




VANTAGENS DA FERMENTAÇÃO LENTA

Descobri a maravilha de fazer pão com fermentação lenta, e estou testando receitas diferentes, e adorando os resultados tanto pela facilidade de preparo como pela delicia de fazer pão saudável em casa. Quem quiser saber mais informações sobre as vantagens da fermentação lenta e saber tudo sobre pães, visite o blog Hortas Orgânicas e Alimentação Saudável .
Foi neste site que eu me inspirei para fazer pães deliciosos e muito saudáveis.

O texto abaixo pertence ao site Esmeralda azul , e faz um resumo muito bom e simples de entender sobre a fermentação lenta.

"Durante as diversas horas ocorre a fermentação, permitindo que este pão tenha características que nenhum pão feito em poucos minutos pode conseguir:
- Há a produção de álcool, ácido acético e ácido láctico que permitem a incorporação de ar na massa e que conferem sabor característico;
- Parte do glúten existente é decomposto devido às condições que se geram por causa da fermentação lenta;
- O ácido fítico dos cereais integrais é neutralizado permitindo uma melhor absorção de minerais;
- A acidez gerada permite que as enzimas estejam mais ativas o que faz com o que o pão se aguente mais tempo fofo. Para fazer pães sem glúten esta característica pode fazer toda a diferença."

ESTA RECEITA, TEXTO E FOTOS PERTENCEM AO BLOG VEGANANA. SE VOCÊ GOSTOU E QUISER COMPARTILHAR OU PUBLICAR, LINKE DIRETAMENTE A RECEITA ORIGINAL MENCIONANDO OS CRÉDITOS DE CRIAÇÃO. OBRIGADA!

6 comentários

  1. Olá Lori! Fiz essa Foccacia para um grupo de amigos e todos gostaram! Gratidão por transformar nossas vidas em dias melhores e saudáveis!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vivi, tudo bem?

      Que legal, fiquei super feliz em saber que fizeste a receita para os teus amigos e que eles gostaram. Bom demais para mim saber que consigo inspirar as pessoas e de alguma forma ajudar não apenas divulgando o veganismo, como também oferecendo opções de alimentação mais saudável.
      Obrigada por dividir comigo a tua experiência com a receita e obrigada por acompanhar o blog. Adorei a tua visita, volte sempre!

      Lori Ellis

      Excluir
  2. Olá! Eu fiz com uma xícara de farinha de arroz ao invés de duas de trigo, e quando fui acrescentando a água notei que ficou uma massa bem líquida, antes de eu completar as duas xícaras de água, de modo que se eu colocasse duas ficaria muito aquoso... Já fiz, só que notei que não ficou tão legal quanto o das suas fotos, porque quando fui pincelar o azeite ela ainda estava meio molenga, não ficou aquela massa de pão que dá pra pegar e amassar e fazer as formas que quiser... O que pode ter sido isso?
    (IGNORE UMA PERGUNTA PARECIDA COM ESSA QUE ENVIEI ANTES, PORQUE ESQUECI DE ATIVAR A CAIXA DE NOTIFICAÇÃO, RESPONDA SÓ ESSA, POR GENTILEZA)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Igor, tudo bem?

      Seja bem vindo e muito obrigada por acompanhar o blog e escrever comentando sobre a tua experiência com a receita. A massa fica mole, mas não como descreves que a tua ficou. Eu nunca usei farinha de arroz para esta receita, sempre de trigo integral e branca. Não posso te dizer se daria certo com a farinha de arroz, mas pela experiência que eu tenho não acredito que a massa fique boa como com o trigo. Pelo que eu entendi usaste menos quantidade de farinha do que o indicado, e talvez este tenha sido o maior problema que tiveste. Além de usar um outro tipo de farinha, me parece que usaste 1 xícara ao invés de duas como indicado na receita. Esta massa não deve ser amassada, ela cresce naturalmente sem sovar ou amassar e deve ser manuseada o minimo possível. Leia com atenção a receita e vais ver que está tudo bem explicadinho. Se fizer novamente use exatamente a quantidade de ingredientes indicados, e não use farinha de arroz que não vai ajudar em nada, e com certeza vai deixar a massa quebradiça depois de pronta, podendo também interferir no processo de fermentação.
      Espero ter ajudado, e que da próxima vez a tua focaccia fica linda e deliciosa. Um grande abraço,

      Lori Ellis

      Excluir
  3. Olá Lori,
    eu to começando meu processo de criação de massa madre, ou a fermentação com a massa base com fermentação natural... você sabe me indicar quanto eu usaria desse fermento para fazer a focaccia segudo a tua receita?
    Muito obrigada por compartilhar suas receitas! me animei muito a fazer pães caseiros contigo e é um caminho maravilhoso! gratidão!

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana Luísa, tudo bem?

    Seja bem vinda e muito obrigada por acompanhar o blog e vir me visitar. Eu tenho muita vontade de fazer este fermento caseiro também, nunca tive a oportunidade, mas está nos meus projetos. Como não tenho experiência com este fermento, vou apenas dar a minha opinião baseada na experiência que eu tenho com a massa de fermentação lenta. Eu acredito que deve ficar excelente porque além de o processo ser super saudável, o fato de usar fermento natural, torna a receita mais saudável ainda. Eu usaria uma colher de chá deste fermento natural para a quantidade de ingredientes acima. Mas como te falei, esta é a minha opinião, não posso te dar nenhuma certeza porque nunca utilizei.
    Fico muito feliz em saber que te inspirei a fazer pães caseiros, é tudo de bom mesmo porque além de a gente ter a satisfação de fazer o próprio pão, ainda temos a certeza dos ingredientes que usamos, o que torna tudo mais saudável. Quer coisa mais gostosa do que o aroma de um pão assando? Eu amo o dia que faço pão aqui em casa.
    Espero ter ajudado, se tiver mais alguma dúvida, escreve novamente. Se fizer a receita, volta para me contar como ficou, vou adorar saber. Ainda vou fazer o fermento natural e com certeza vou experimentar estas receitas de fermentação lenta também.

    Um grande abraço, venha sempre me visitar!
    Lori Ellis

    ResponderExcluir

Olá,
Seja muito bem vindo e obrigada por visitar o meu blog!
Seu comentário será lido e assim que possível respondido neste mesmo post. Por favor assine o seu comentário para que eu possa conhecê-lo também.Obrigada pela visita e volte sempre!

Lori Ellis