Pãozinho de Fermentação Lenta com Centeio e Gergelim

Adoro fazer este tipo de pãozinho para o nosso café da manhã, especialmente nos finais de semana quando tenho mais tempo. Já começo a ficar feliz na véspera quando preparo a massa, e no outro dia levanto cedo para estar com o pão prontinho na hora do café. A satisfação de fazer o próprio pão é tudo de bom. Na medida do possível utilize ingredientes orgânicos para as suas receitas. 
Por Lori Ellis /Veganana

A fermentação lenta é um processo muito saudável de preparar pães, além de ser fácil de fazer, e o resultado sempre é garantido mesmo para quem não tem experiência com pães. A massa fica fofinha, cheia de furinhos e com uma deliciosa casca crocante, O cheirinho do pão assando é bom demais, e eu garanto que vale muito a pena fazer pão em casa porque além de saudável e econômico, a gente sabe exatamente o que coloca no pão. Tenho aprendido muito sobre a fermentação lenta e testado inúmeras possibilidades para dividir com vocês e inspirá-los a fazer seus pães em casa também. É mais fácil e divertido do que você pode imaginar.


Este pão não contém açúcar e nem gordura, foi feito com apenas 4 ingredientes, farinha, água, sal e fermento. Por ser um pão de fermentação lenta, você pode começar a preparar a noite e assar de manhã, ou preparar de manhã e assar a noite. O importante é deixar a massa fermentar lentamente durante pelo menos 8 horas em temperatura ambiente e depois seguir as instruções abaixo. Eu usei farinhas orgânicas. para esta receita. Fiz uma mistura de farinha de trigo branca com farinha de centeio.


Programe o seu pão com antecedência. O ideal é deixar a noite toda fermentando e assar de manhã, ou então prepare a massa de manhã e deixe para assar quando voltar para casa a tardinha. Siga as instruções abaixo e prepare o seu pãozinho delicioso, nutritivo e saudável, e saiba mais sobre o processo de fermentação lenta na descrição da receita. Vale a pena experimentar, mesmo se você não tem experiência em fazer pães, pode ter certeza que este dá super certo, e se tiver alguma dúvida pode escrever que eu ajudo.


IMPORTANTEO pão de fermentação lenta NÃO deve ser colocado na maquina de pão nunca! É uma massa que tem que ser manuseada com cuidado e delicadeza para manter as lindas bolhas que se formam durante a fermentação e que vão fazer com que o pão fique macio, leve, gostoso e cheio de lindos furinhos.



INGREDIENTES

  • 2 xícaras de farinha de trigo branca
  • 2 xícaras de farinha de centeio ou integral 
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 colher de chá de fermento biológico para pão
  • 2 xícaras de água em temperatura ambiente



PREPARO

Em uma vasilha de louça ou vidro coloque os ingredientes secos e misture rapidamente. Adicione a água aos poucos e misture bem até hidratar os ingredientes secos e obter uma massa uniforme.
Não é necessário bater, você apenas vai misturar os ingredientes e quando estiver homogêneo está pronto. Use uma espátula para facilitar o trabalho de misturar os ingredientes. Empurre a espátula nos cantos da vasilha a medida que for adicionando a água e mova a massa para ter certeza de que não ficou farinha seca no fundo. A massa nesta fase inicial é pesada, e não deve ser manipulada demais, não bata, não sove, apenas misture até obter uma massa uniforme e hidratada.

Cubra a vasilha com um filme plástico e deixe descansar em um lugar protegido na cozinha. Deixe a massa descansar por pelo menos 8 horas para levedar aos poucos. Neste período o fermento vai agir lentamente e deixar a massa leve e aerada, cheia de bolhas lindas.


Passado o tempo de fermentação lenta, a massa está pronta, cresceu muito e está leve e cheia de ar, você vai notar que se formam bolhas na superfície. A consistência da massa é bem mole, não se assuste porque é assim mesmo. Veja como fica a massa depois de levedada na imagem abaixo.  Eu deixei fermentando a noite toda, foram mais de 8 horas.


Prepare tudo o que você vai precisar para modelar o pão. Em uma mesa ajeite o espaço onde você vai modelar a massa. Enfarinhe bem. Eu geralmente uso uma tábua de madeira porque a minha mesa é de pedra e não dá para trabalhar massa em cima porque é em formato de azulejos. Deixe a farinha bem à mão porque você vai precisar. 


Prepare as sementes de gergelim se for utilizar. Deixe tudo pronto antes de tirar a massa do prato. Se quiser pode usar outro tipo de semente como de linhaça, chia ou sementes de abóbora ou girassol picadas. Unte bem e enfarinhe a forma que vai colocar os pãezinhos.


Despeje a massa na mesa ou tábua enfarinhada com o auxílio de uma espátula para remover bem. Deixe farinha sobrando nas laterais para que você possa trabalhar a massa sem grudar nas mãos. 


A massa é mole mesmo e você vai adicionando farinha nos cantos, dobrando delicadamente com a ajuda da espátula para formar uma espécie de bola e depois com as mãos enfarinhadas também, forme um retângulo. Adicione farinha quando for necessário e siga neste processo até conseguir "controlar" a massa. Não se preocupe com a quantidade de farinha que vai ser necessário colocar a mais na massa, isto não vai alterar o resultado. 


Eu cortei a massa em pequenos quadrados e depois formei as bolinhas. Se você quiser fazer um pão tipo ciabatta, corte em quadrados menores de forma irregular. 


Eu resolvi fazer pãozinho redondo para preparar hambúrgueres e sanduíches nos dias seguintes. O formato e tamanho do pão fica por sua conta. Fiz menor quantidade para ter pãezinhos maiores, mas fica uma delícia fazer pequeno também. Depois de modelar, disponha os pãezinhos na assadeira untada e enfarinhada e pincele com água. Se quiser uma superfície mais douradinha, pincele com óleo. Eu usei água apenas para poder colocar as sementes de gergelim antes de assar.


Salpique as sementes que for utilizar na superfície dos pãezinhos, a água ajuda a grudar as sementes. Fica legal também colocar semente de gergelim preto, misturando com a branca ou não.


Leve ao forno desligado por mais ou menos uns 30 minutos para crescer até dobrar de volume. Eu assei no forninho elétrico porque acho super prático, mas se você quiser assar no forno do fogão pode deixar a assadeira coberta em um lugar protegido até crescer, e depois ligar o forno para pré-aquecer antes de assar, e colocar a assadeira no forno quente. Pelo fato de o forninho elétrico ser menor, eu nem fiz isto, deixei crescendo dentro do forno desligado e depois simplesmente liguei para assar. Veja abaixo como eles estão crescidos e prontos para assar.


Asse em forno com temperatura de 180C por mais ou menos 30 minutos ou até que estejam bem douradinhos.


Retire a assadeira do forno, remova os pãezinhos e coloque sobre uma grade de metal para que esfriem um pouco.


Esse pãozinho fica maravilhoso para servir no café da manhã, preparar sanduíches ou hambúrgueres veganos. Eu gosto de comer o pão quentinho com uma manteiga que preparo com óleo de coco sem sabor temperado com sal do himalaia , curcuma, Nutritional Yeast, e pimenta caiena. Veja a receita aqui.



VANTAGENS DA FERMENTAÇÃO LENTA

Depois que eu descobri a maravilha de fazer pão com fermentação lenta, estou testando receitas diferentes, e adorando os resultados tanto pela facilidade de preparo como pela delicia de fazer pão saudável em casa. Quem quiser saber mais informações sobre as vantagens da fermentação lenta e saber tudo sobre pães, visite o blog Hortas orgânicas e alimentação saudável . Foi lá que eu me inspirei para fazer pães deliciosos e muito saudáveis.



O texto abaixo pertence ao site Esmeralda azul , e faz um resumo muito bom e simples de entender sobre o processo de fermentação lenta.

"Durante as diversas horas ocorre a fermentação, permitindo que este pão tenha características que nenhum pão feito em poucos minutos pode conseguir:
1 - Há a produção de álcool, ácido acético e ácido láctico que permitem a incorporação de ar na massa e que conferem sabor característico;
2 - Parte do glúten existente é decomposto devido às condições que se geram por causa da fermentação lenta;
3 - O ácido fítico dos cereais integrais é neutralizado permitindo uma melhor absorção de minerais;
4 - A acidez gerada permite que as enzimas estejam mais ativas o que faz com o que o pão se aguente mais tempo fofo. Para fazer pães sem glúten esta característica pode fazer toda a diferença."

ESTA RECEITA, TEXTO E FOTOS PERTENCEM AO BLOG VEGANANA. SE VOCÊ GOSTOU E QUISER COMPARTILHAR OU PUBLICAR, LINKE DIRETAMENTE A RECEITA ORIGINAL MENCIONANDO OS CRÉDITOS DE CRIAÇÃO. OBRIGADA!

Nenhum comentário

Olá,
Seja muito bem vindo e obrigada por visitar o meu blog!
Seu comentário será lido e assim que possível respondido neste mesmo post. Por favor assine o seu comentário para que eu possa conhecê-lo também.Obrigada pela visita e volte sempre!

Lori Ellis